Soluções do Ventilador

Estudar pra quê? Antes de pensar na resposta pergunte-se pra que serve logaritmo, função, filosofia, física mecânica (ou qualquer outra), música, religião. Pense nas disciplinas da escola. Se a resposta for algo parecido com “não serve pra nada” ou “quando é que vou usar isso na vida real?”, você pode se jogar da janela ou se enforcar no ventilador. Tenho um amigo (esse é um dos meus amigos com quem sempre tenho conversas “imaginárias” e volta e meia aparecem nas coisas que escrevo) que diz, num contexto como esse, algo mais ou menos assim: “bicho, por que você não se suicida?”. Se você interpreta isso ao pé da letra você é digno do suicídio, auto-arremesso da janela ou enforcamento no ventilador. Mais do que isso, você torna-se merecedor de mais uns 20 anos na escola primária pra ver se desenvolve alguma imaginação e pensamento menos estreito. Lembre-se que é só minha ridícula opinião, ninguém precisa concordar com nada e nem eu quero “converter” ninguém a nenhuma linha de pensamento, embora dar-se ao luxo de pensar tenha se transformado a torto e à direita em lucho do pensar. Se você também acha que mudo muito de assunto, saiba que chamo esses links de modulação direta (todo músico deve saber o que é uma modulação direta), embora seja apenas uma variação motívica. A parte da modulação direta aprendi com uma das pessoas mais criativas que conheci. Mas isso é outra história. Voltando ao motivo inicial, tem algo que sempre digo aos meus amigos quando se questionam sobre a grade curricular da universidade ou de uma disciplina que ninguém gosta ou a maneira como um certo professor ensina: numa universidade, a aula em si é o que menos importa. O que realmente faz a diferença são as relações que você constrói; as pessoas com quem entra em contato; é a oportunidade de ver, na prática, como muitas vezes quem menos sabe é quem ensina; e milhões de outras coisas legais. Também é um ótimo lugar de observar a morte de sonhos e desabrochar de narcisismo louco pseudo-artístico. Não tô falando mal da universidade, pelo amor de Anúbis. Mas e o motivo? Bom, no fim das contas o que você aprende não serve pra nada. Isso mesmo. Dizem que o homem é o único animal que pensa. Entretanto, Lavoisier (acho que foi ele) disse que o homem é o único animal que pensa que não é animal. Tem gente que diz que o homem é o único animal que é capaz de armazenar e transmitir conhecimento através das gerações. Pra mim o homem é o mais burro (com todo perdão, sr. burro, pelo uso da palavra associada à sua imagem) porque estuda sem saber pra quê, questiona-se sem fazer nada pra mudar o que acha errado, acha-se superior, e ainda não usa o que aprendeu pra porra nenhuma. Bom, como ia dizendo, o mundo tem hoje conhecimento e tecnologia suficientes pra acabar com a fome do mundo inteiro, assim como pra destruir o mesmo mundo apenas apertando o botão vermelho. Tudo que nos ensinam na escola, universidade, na rua ou na puta que pariu, não nos serve diretamente pra nada. Então, ao invés de achar que valor se mede por salário, que greve (inconstitucional ou não) é o caminho, que ter a informação basta, que se ser médico é o mesmo que se formar em medicina, que músico morre de fome, que só de pão que viverá o homem, que se consegue a paz através de violência, que ter diploma é o mesmo que ter formação, que aquecimento global é real, etc, etc e etc… pense que toda sua ridícula opinião (assim como a minha) é baseada em pensamentos e ações de uma existência igualmente ridícula e magnífica. Sabe aquela história do copo meio cheio ou meio vazio? Jogue a água fora, quebre o copo e tenha suas próprias ideias. Se ainda assim escolher pensar que velhos modelos são os melhores e que existem fórmulas para o êxito, eu o convido a usar o ventilador.

Anúncios

1 comentário

Algo a dizer?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s